anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Preso policial suspeito de roubar armas do quartel da PM em Muzambinho
Muzambinho|policiais|08/02 12:36|826 visualizações

Ainda ao final da tarde desta quarta-feira (7 de fevereiro), diligências efetuadas pela Polícia Militar identificaram dois suspeitos de terem, na madrugada desse dia, invadido a sede do Quartel da PM em Muzambinho, no Sul de Minas, de onde roubaram armamento pesado (fuzis, escopetas, pistolas) e rádio comunicadores. 
A Polícia Militar montou uma verdadeira 'operação de guerra' para identificar, localizar e capturar os suspeitos. Policiais miliares lotados em quartéis de várias cidades próximas a Muzambinho foram mobilizados nessa operação. 
 
Um dos suspeitos foi localizado e preso durante à noite. Trata-se de um policial que estava há alguns dias afastado de funções para tratamento de saúde. Ele teria agido na companhia de um comparsa que se encontra foragido. 
 
Ao ser abordado em casa, o suspeito não ofereceu resistência e foi preso conforme mandado de prisão expedido somente ao final da tarde. Em seu domicílio foram também encontradas as roupas usadas durante a ação criminosa na madrugada. As armas roubadas ainda não foram localizadas.
 
O suspeito foi conduzido ao Batalhão da Polícia Militar e ficará à disposição da justiça. Quanto ao segundo envolvido no roubo, a PM não deu detalhes sobre as diligências para a sua prisão.
 
O ROUBO
Durante a madrugada desta quarta-feira (7) criminosos invadiram o quartel da Polícia Militar em Muzambinho, de onde levaram armas e rádios comunicadores avaliados em cerca de R$ 80 mil. 
 
A suspeita é de que a sede da PM no município sul mineiro de pouco mais de 21 mil habitantes (Censo IBGE 2022) tenha sido invadida durante a madrugada, período em que o órgão fica sem policiamento das 3h até às 7h. O roubo somente foi descoberto quando policiais chegaram para as atividades do expediente diurno e perceberam o arrombamento do local.
 
Após levantamento foi confirmado o roubo de todas as armas que estavam no órgão de segurança: sete pistolas, quatro fuzis, duas espingardas do tipo escopeta calibre 12 e dois rádios comunicadores.
 
Somente a partir daí foi desencadeada uma megaoperação em toda a região para localizar e prender os autores do roubo. A operação teve início com o cerco e bloqueio em áreas e vias de acesso ao município, bem como em cidades vizinhas. Também foram verificadas câmeras do serviço de monitoramento 24 horas do município, o que possibilitou a identificação do veículo utilizado pelos criminosos.

 
Fonte: Portal da Cidade Pouso Alegre, com informações de PMMG 
enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais
08/02 13:47

Que vergonha

12/02 08:30

Que burrice deixar um local deste sem vigilancia das 3 as 7 da manhã.

10/02 10:05

PM e forças armadas, precisam voltar a serem regime militar, severo, e sem essa abrir brechas para infiltração de pessoas que vem manchar o nome das instituições....

10/02 10:10

Na minha opinião, direitos humanos são para cidadão do bem... aquele que não dá trabalho pra polícia, depois que ele foi preso condenado. Acabaram seus direitos, daí pra frente ele deve ter só obrigações, até cumprir a sentença toda, sem progressão....saiu, tá livre, vai exercer seus direitos.....

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade