anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Projeto de lei que regulamenta o trânsito de Caminhões em Águas da Prata
Águas da Prata|comunicados|10/01 09:33|463 visualizações
Na manhã desta segunda, 07, o prefeito de Águas da Prata, Carlos Henrique Dezena, se reuniu com vereadores pratenses para discutir, mais uma vez, a questão do trânsito pesado de caminhões pela cidade. Águas da Prata é cortada por uma rodovia, neste caso, a SP 342 que liga São Paulo e Minas Gerais, uma vez que a cidade fica bem na divisa com os dois estados.
 
 Vereadores e prefeito concordaram que o trânsito pesado não é compatível com o turismo e a preservação do meio ambiente de Águas da Prata. "Já falamos várias vezes com a ARTESP, DER e Renovias. Foram inúmeras reuniões. Nada foi resolvido. Não suportamos mais essa situação", disse o prefeito.
 
 PROJETO DE LEI
As providências citadas por Carlos Henrique fazem parte de um projeto de lei que ele pretende enviar à câmara regulamentando o trânsito de caminhões na cidade em dias e horários ainda a serem estudados.
 
 Participaram da reunião, o presidente da Câmara de Águas da Prata, José Sebastião Chiodeto da Silva (Zito), Luis Antonio Nascimento da Fonseca, Fábio Ferraz, Ricardo Peral Delgado, Ângelo Roberto de Oliveira, e Helena Maria Fernandes, além da secretária de Turismo e Cultura, Luciana Sargaço e do chefe de Gabinete, Rafael dezena.
 
 "Esse é um pedido antigo da população que também vem se arrastando por anos os e nós estamos encarando de frente. Não podemos mais suportar essa situação. Quero agradecer o empenho desses vereadores que sempre estão sensíveis às reais necessidades do município e têm nos apoiado também nesta jornada", finalizou o prefeito.
 

Marco Antônio - Comunicação
Prefeitura de Águas da Prata

enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais
Nesta
11/01 22:46

Será legal tirar o trânsito de dentro da Cidade, agora só uma pergunta, a Cidade só tem uma entrada e uma saída, como vai proibir o tráfego de quem somente está passando? Não teria que ter uma alça viária? Será que a dona da Rodovia, que é o Governo do Estado vai concordar em não passar veículos pesados em determinado horário, sem uma alternativa? Pois se fala tanto de Poços, Andradas, só esqueceram de falar que eles tem rotas alternativas.

15/01 10:39

Renovias não é do governo não querido. É do atual prefeito de Sao Paulo. Agora o governo vai desbravar matas, deslocar milhões de toneladas de terra e fazer a estrada ai vem a tal de Renovias e coloca o pedágio. Dá pra mim que eu também aceito.

Nesta
17/01 03:13

Lê direito, escrevi RODOVIA e não Renovias,

19/01 18:15

Vou ter que desenhar? A dona da "Rodovia" que fatura pelo pedágio que a população paga é a "Renovias", vai até lá e tenta passar sem pagar? Quem vai te impedir é a Renovias e não o governo do estado, portanto ela que trate de pagar uma empreiteira e fazer o desvio da estrada. Que trate de pagar pelas desapropriações de terra que será necessário.

Nesta
12/01 22:23

Quem manda na cidade e o municipio isso aí vamos cuidar do meio ambiente

15/01 10:40

Cuidar do meio ambiente é proibir esses evangelicos de gritatem no meio das matas a noite. Os animais precisam dormir.

13/01 21:13

Vocês esqueceram de planejar melhor cresceram no meio da rodovia agora que mudar é só o prefeito é sua comoção construir um anel viário para tirar o trânsito de lá as transportadoras vão agradecer aí não vão pagar mas o pedágio seria muito bom .

Angela Bonato fante
Fonte platina
14/01 08:57

Isso aí coragem prefeito ,meio ambiente e muito mais importante ,existem rotas alternativas,se uma animalzinho se salvar está ótimo tem meu respeito

Nesta
14/01 08:58

Anel viário saindo antes do pedagio o loko tem que pagar sim kkkkk

Alguem.
14/01 21:02

Vai Prefeito, arruma verba e faz um anél viário em Aguas da Prata...Ta achando que é fácil, pergunta para os comerciantes se Eles querem que tire o trânsito pesado de Aguas da Prata?

15/01 09:41

Bom dia, acho que você não sabe do que está falando, primeiro pq o anel viário não seria de responsabilidade somente da prefeitura, envolve renovias e outros orgaos, segundo que já foram feitas várias reunioes e abaixo assinados inclusive com os comerciantes

15/01 10:41

Vai retirar a linha de trem também. Enche o saco e so a Curimbaba que fatura com aquilo.

Anônimo
SJBVista SP.
16/01 08:40

Quanta besteira que vocês escrevem. Dêem opiniões e não críticas!!!!!!!

16/01 10:51

Moderador já existe aqui. Não precisamos de mais um e, ainda mais, chapa branca

16/01 17:21

O correto seria uma alça viária, trânsito pesado com certeza iria usar esse trao pois reduziria tempo, economia de combustível, freio, etcz já que nao iam precisar ficar parando nos redutores de velocidade faixa de pedestre, e os comerciantes não vivem desse tráfego pq os caras não param nas barracas para nada

Nesta
18/01 12:46

Na verdade o que acontece, foi prometido para uns que bancaram a campanha que iria sair o anel viário, só que o problema era maior que se acha, falavam que era má vontade do outro Prefeito, acontece que a Concessionária tem um contrato com o Governo e o que pede no contrato foi feito, todas as melhorias na rodovia, não entra construção de alça viária. Tanto é que o retorno na estrada de Pinhal para quem vai entrar no Ypê já tem até verba liberada, mais esbarra no mesmo caso da alça viária.

19/01 18:17

Concessionária fazendo melhoria? A única coisa que fazem é roçar Capim Napim Napie.

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade