anunciar tabela de preços enviar notícia
rede social :: login
Decisão judicial suspende julgamento do vereador Fernando Betti
São João da Boa Vista|geral|14/06 10:43|973 visualizações
A Câmara Municipal de São João da Boa Vista informa que foi suspensa a sessão de julgamento do vereador Fernando Betti, que estava marcada para esta quinta-feira (14.06.18).
 
No fim da tarde desta quarta (13.06.18), a juíza Paola Lorena, da 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça, em São Paulo, reformou decisão da Justiça em São João e concedeu ao vereador tutela de urgência, em caráter liminar, suspendendo os trabalhos da Comissão Processante.
 
O objetivo da sessão era votar o parecer final da Comissão Processante, instalada para averiguar supostas irregularidades e eventual quebra de decoro parlamentar relativa ao uso do carro oficial do Legislativo sanjoanense em 2017 e ao abastecimento de seu carro particular com recursos públicos. Com isso, o vereador poderia ter o mandato cassado.
 
A Câmara Municipal trabalha para reverter a decisão judicial e retomar a Comissão Processante.

enviar notíciaenviar informaçõesenviar foto comentar

Comentar usando as Redes Sociais
14/06 10:51

Veja só o que acabou de sair do forno. É redonda! Tem orégano! Quem adivinha?

sem carro e sem cavalo
sjbvista
14/06 16:44

Decisão Liminar não dura para sempre.

14/06 11:14

Reflexo do Brasil que estamos vivendo, ai tem mais de uma mão trabalhando pra colocar pano quente. Vamos nos lembrar deste episodio nas próximas eleições.

14/06 14:08

Se num país como o nosso acontece coisas no planalto, imagine no fazendão da beloca... Quem dá carteirada até em atendimento médico público, vai esperar o que mais???

carlos
14/06 14:12

fernando betti gente boa ajuda os outros sabia que num ia da nada muitos tem inveja dele.

14/06 14:22

Sabe o que é liminar, Carlos?

carlos
14/06 16:18

sei sim pq ? não julgo antes de conhecer a pessoa

sem carro e sem cavalo
sjbvista
14/06 16:40

É claro que não.....rs.

sem carro e sem cavalo
sjbvista
14/06 16:43

A pessoa não tem nada a ver com atos por ela praticados. Pode ser muito bom, mais ser bom não é passaporte para impunidade. Se praticou atos contrários à Lei e ao decorro, pois que arque com as consequências. Se não praticou, pois que seja julgado e absolvido.

sanjoanense
sao João da boa vista
15/06 15:50

O Lula também

Lucas
14/06 18:00

O LuLa tambem ajudou muita gente e isso nao impediu de ele pagar por seus atos ilicitos

marlene
15/06 13:25

fernando betti estamos com com vc

Vivi
Sjbvista
15/06 19:59

Eita terra de coronéis

16/06 14:52

Tudo isso por causa da preguiça de fazer o relatório de KM de carro oficial, já que não era sua "obrigação" fazerz tinha que ser julgado pela preguiça isso sim

18/06 17:30

E por ver esta facilidade pode fazer o que quiser com os carros do municipio o certo seria cobrar o servidor responsavel pela marcção como vereador

16/06 20:19

Caramba, pq esse cidadão está sempre buscando proteção da "justiça" pra Sr esquivar de enfrentar a câmara, quem não deve não teme, e mais se fosse gente honesta nao ficava correndo atrás da saia de ninguém....

17/06 07:19

Exato. Quem não deve não teme.

Comentar esta notícia

comentário

(500 caracteres)

nome completo
cidade